Categoria: Cultura Pop

We Wear Culture

Hello amores!

Olhem que incrível isso amores: o Google lançou uma ferramenta maravilhosa para explorar a moda que dá acesso a mais de mil museus, exposições e acervos privados, e também oferece perspectivas especializadas sobre a história da moda!

É com a proposta de “trazer 3.000 anos de moda para a plataforma do Google Arts and Culture que a gigante da tecnologia anuncia o We Wear Culture, (“nós vestimos cultura”), um braço da iniciativa focado em facilitar a exploração da vestimenta, sua história e suas implicações culturais.

Encorajado pelo volume de buscas em relação à moda e pela crescente popularização das exposições fashion — como a de Rei Kawakubo, que alçou a designer vanguardista a ícone da contracultura — o Google mantém sua ambição de “organizar a informação mundial e fazê-la universalmente acessível.”

Tudo começou em 2010 com o engenheiro Amit Sood, nascido em Bombay, na Índia. Como parte do tempo livre oferecido pela empresa para que os funcionários pudessem explorar projetos pessoais, ele criou, através do Kickstarter, o Google Art Project. Sua ideia reunia esforços para digitalizar os museus ao redor do mundo, tornando artefatos culturais acessíveis para milhões de pessoas em todos os lugares.

O projeto cresceu e se tornou o Google Cultural Institute, um projeto sem fins lucrativos que tem sede no Hôtel Particulier, no nono arrondissement de Paris. São mais de 1300 museus e fundações parceiras que colaboram com a digitalização de seus edifícios, arquivos e exposições.

O We Wear Culture é baseado na premissa de que moda é cultura.

“Nossos parceiros têm coleções enormes e muita sabedoria, mas normalmente tudo está guardado — seja fisicamente ou no cérebro do curador. Então, primeiramente, estamos abrindo o acesso a tudo isso — e realmente levando para as pessoas de uma forma que é facilmente compreensível e educativa, mas também divertida“, conta Kate Lauterbach, gerente de projetos do Google, ao Business of Fashion.

Enquanto os museus maiores já tem tecnologia o suficiente para realizar esse tipo de adaptação online, a ferramenta oferece oportunidades mais democráticas para pequenas galerias e instituições que não tem os mesmos recursos ou a mesma projeção. No Brasil, O Museu da Moda Brasileira, o Museu Afro Brasil e o Instituto Moreira Salles são alguns dos colaboradores atuais.

Eu ameeeeeiiiiiiiii isso amores! E vocês?

Beijos
Anna

Categoria: Cultura Pop

Comece hoje a cometer erros fantásticos!

“Se você tem ideia do que quer fazer, do que veio fazer, então simplesmente vá e faça. Isso é mais difícil do que parece, e às vezes, no final, bem mais fácil do que você pensava.”

Há momentos em que a gente precisa de um verdadeiro empurrão, algum impulso pra seguir em frente.Quem nunca pensou em desistir de alguma coisa? Algo dá errado no início e você pensa que o fim será trágico e não aproveita o caminho. Todos passamos por situações difíceis, complicadas, às vezes chegamos ao fundo do poço e não sabemos mais para onde seguir. O que poucos param pra pensar ~eu mesmo nunca tinha me atentado a isso~ é que podemos mudar, podemos fazer boa arte com os problemas e ver o lado bom de tudo. É isso que nos ensina o mestre, Neil Gaiman.

“O impulso no início é copiar. E isso não é ruim. Muitos de nós só encontram a própria voz depois de soar como várias outras pessoas. Mas a única coisa que só você e mais ninguém tem é você. Sua voz, sua mente, sua história, sua visão.”

Em Erros Fantásticos, o discurso “Faça Boa Arte”, de Neil Gaiman, nós não temos um personagem, ou uma história. Encontramos aqui as palavras sábias do autor transformadas dignamente no papel. Vale lembrar que em 17 de maio de 2012, o escritor subiu ao palco e discursou para estudantes da University of the Arts, na Filadélfia, Estados Unidos, sobre o início da sua carreira, como foi conquistar um lugar, ou não, no mercado sem ter cursado uma universidade, planos de carreira e listas de coisas pra fazer.

No discurso, Gaiman debate sobre temas importantes como as dificuldades em ser artista e o quanto a arte pode ser boa para todos. Muitas vezes inverter algo, tirar do lugar, mudar posições, um simples erro pode mudar tudo e ficar ainda melhor. Errar pode ser fantástico!

“Cometam erros interessantes, impressionantes, gloriosos, fantásticos. Quebrem regras. Deixem o mundo mais interessante por estarem nele.”

O livro foi lançado no Brasil pela editora Intrínseca que manteve a mesma diagramação e capa original, apenas traduzindo todo material. O design ficou por conta de Chipp Kidd, que aliás, conseguiu transformar de uma maneira magnifica o texto de Gaiman, utilizando recursos de metalinguagem. Ele fez boa arte, foi criativo e inspirador. Kidd conseguiu fugir dos padrões convencionais, quebrou regras e trabalhou com o que sabe fazer de melhor. O discurso associado a diagramação deixaram o livro sensacional.

Cometer erros, mudar as coisas de lugar, quebrar tabus e paradigmas, e claro, fazer boa arte! Lições que eu levarei pra vida. Obrigado Neil Gaiman <3 Abaixo você pode acompanhar o discurso feito por Neil Gaiman. Pare tudo que você está fazendo, pois são 19 minutos inspiradores!

Quer comprar o livro? É só clicar aqui! Quer saber mais sobre livros, séries e quadrinhos? Então acesse www.diegodigno.com 😉

Bjs

Categoria: Cultura Pop

Playlist da Semana

Que tal começar a semana com uma indicação de playlist? Essas músicas que indicarei pra vocês, são as que estou ouvindo sem parar nos últimos dias! Pode ser que muitas delas vocês já estão casados de ouvir, massssssss confesso que por muitas vezes não edito a lista com frequência e ouço as mesmas sem parar!

Dêem um PLAY abaixo e comecem a semana animados e inspirados!

Alok, Bruno Martini feat. Zeeba – Hear Me Now (Official Music Video)

The Weeknd – I Feel It Coming ft. Daft Punk 

The Chainsmokers – Closer ft. Halsey

Calvin Harris – My Way

Ed Sheeran – Shape Of You

The Weeknd – Starboy ft. Daft Punk

Zayn feat Taylor Swift – I Don’t Wanna Live Forever (Fifty Shades Darker)

Shakira – Chantaje ft. Maluma

Sia – The Greatest

Zara Larsson – I Would Like

Já tenho várias para um próximo post! Quero dicas de músicas de vocês também, deixem aqui nos comentários!

Beijos
Anna