Categoria: Beleza

Pixie Cut: os cabelos curtinhos que nunca saíram de moda

Hello amores!

O post de hoje é inspirado no cabelo curto que eu amo e sou suspeita por questões obvias, kkkkkkkkk, mas saibam que os cabelos curtinhos e loiros nunca saíram de moda, e eu separei para dividir com vocês, algumas variações atuais e históricas para quem quer mudar o visual!

Todo mundo sabe, que cortar o cabelo pode ser um statement — principalmente quando a mudança é muito grande, como optar por franjas cacheadas depois de ter cabelos lisos, raspar os fios ou adotar o bob cut. A verdade é que muitos cortes carregam consigo uma história, e o curtinho loiro que ultimamente apareceu sem medo nos tapetes vermelhos e premiações não poderia ser diferente. Eu por exemplo adotei o meu faz alguns anos e não me vejo mais com eles compridos, por enquanto….

Apesar de estar em alta agora — Cara Delevingne e Katy Perry que o digam! — a combinação de cor e corte já é sucesso há tempo. Como não é fácil cuidar dos fios platinados ou descoloridos, diminuir radicalmente as madeixas é uma ótima opção. Atualmente quem cuida dos meus cabelos é o amado do Doug do salão Studio C, e acreditem: ele usa 4 cores para chegar ao loiro que vocês conhecem!

É impossível não lembrar de atrizes e modelos que debutaram o corte causando furor em suas épocas, como Mia Farrow e a britânica Twiggy, nos anos 1960. Depois delas, a lista de inspirações se alonga e oferece ideias para todos os tipos de rostos e fios. Confiram abaixo:

Zoe Kravitz no Met Gala, com o cabelo recém-cortado (Dimitrios Kambouris/Getty Images)

Katy Perry, uma das musas do pixie cut da atualidade (Christopher Polk/Getty Images)

Depois que cortou os longos fios castanhos, o pixie loiro virou assinatura de Miley Cyrus (Michael Buckner/Getty Images)

Ao contrário das celebs que adotaram o corte loiríssimo, é impossível esquecer os tons mais quentes do cabelo de Keira Knightley (MJ Kim/Getty Images)

Rita Ora com um pixie platinado, em 2014 (Jason Merritt/Getty Images)

O curto loiro é signature look de Michelle Williams (Pascal Le Segretain/Getty Images)

Entre todas as mudanças capilares, Zendaya adotou o corte com volume na franja (Vivien Killilea/Getty Images)

Twiggy, modelo que imortalizou o corte nos anos 1960 (Keystone/Getty Images)

Beijos
Anna

Categoria: Gastronomia

Aprenda a fazer: Consommé de Carne com Anis-Estrelado

Porque no post de hoje, a receita é cambojana! Esse caldo de carne clarificado ganha seu rico sabor a partir da carne magra cozida lentamente, que se torna macia durante o longo cozimento. Lindas vagens de anis-estrelado, junto com o açúcar de palma e folhas de coentro, conferem a ele um inconfundível sabor sul-asiático, enquanto os ovos cozidos acrescentam intensidade e corpo.
 

 

Ingredientes:

400 gramas de carne magra cortada em tiras
4 ovos
4 colheres de sopa de óleo
10 dentes de alho descascados e picados
4 colheres de sopa de açúcar de palma (ou açúcar mascavo)
4 colheres de sopa de molho de peixe
5 vagens de anis-estrelado
5 tomates maduros cortados em 4
1 pequeno maço de folhas de coentro finamente picado
3 cebolinhas verdes fatiadas finas

Preparo:

Coloquem a carne em uma panela, cubra com água fria e leve ao fogo baixo, retirando toda espuma que for sendo formada na superfície. Continuem retirando a espuma até que pare de ser formada. Drenem a carne e reservem.

Coloquem os ovos em uma panela e cubra com água. Levem ao fogo baixo e fervam por aproximadamente por 3 minutos e meio, para que fiquem cozidos com a gema mole. Esfriem os ovos cozidos em água corrente, descasquem e reservem na geladeira.

Aqueçam o óleo na panela usada para branquear a carne e frite o alho até ficar dourado, então retirem o alho da panela e reserve. Adicionem o açúcar e cozinhe até que comece a caramelizar. Então adicionem a carne, o molho de peixe, o alho frito e o anis-estrelado. Adicionem água o suficiente para cobrir e cozinhe em fogo baixo até a carne ficar macia, por aproximadamente 2 horas. Conforme a água for evaporando com o cozimento, vão adicionando mais água para manter a carne coberta.

Cortem os ovos ao meio, então coloque na panela do consommé  junto com os tomates e e cozinhe por 5 minutos.

Salpiquem o coentro e a cebolinha no consommé na hora de servir.

Serve: 4 pessoas
Tempo de preparo: 30 minutos
Tempo de cozimento: 2 horas e 30 minutos.

Dicas da Fabi:

Vocês podem substituir a carne por uma carne macia, como o mignon. O caldo não ficará com um sabor tão intenso, porém o tempo de cozimento será menor.

Vocês podem também adicionar noodles de arroz, que é muito utilizado na culinária dos sudeste asiático, ao caldo no fim do cozimento, conforme o tempo indicado nas suas instruções de preparo.

Beijos a todos da Rosa Viajante!
E até a próxima!
Categoria: Moda & Tendência

Trend – Vinil

Hello amores!

Não sei vocês, mas quando eu tenho algum evento, saidinha com as amigas, ou qqr ocasião que exija um look um pouco mais “elaborado”, eu sempre gosto de investir em alguma peça de roupa ou até mesmo algum acessórios que dê um upgrade ao look.

Faz um tempinho que investi nessa tendência e já “desfilei” por aí com a minha calça preta de vinil, que é uma alternativa também na moda do bombado veludo e vale a pena conferir se vocês já curtem peças em couro – o tecido é uma versão brilhante e mais chamativa dele.

Direto dos anos 80 (e ao mesmo tempo numa vibe futurista e “Matrix”, né), é uma ótima pedida para esse inverno, já que o vinil tem essa cara pesada e é encontrado, quase sempre, em cores fortes como o preto e vermelho.

Get Inspired

As roupas preferidas no tecido vinil são as calças e saias, bem parecido com o couro mesmo. Por chamar a atenção para a peça por seu brilho, a ideia é deixá-la como destaque e usar só complementos neutros. Também muito relacionada a looks roqueiros e moderninhos, uma dica é apostar em outras tendências que vão por esse caminho, como a meia-calça arrastão, chokers e botinhas nos pés.

Agora se vocês querem aderir a tendência sem ousar tanto, vale a pena conferir os sapatos em vinil! Existem várias opções, mas as botas de cano curto são as lindas e conseguem substituir a versão em texturas comuns sem causar impacto no visual. Os casacos nesse tecido são mais chamativos e pedem um look básico por baixo – o mais discreto é a jaqueta em vinil, uma alternativa mais brilhosa e menos maleável a de couro.

O que vocês acham desse tecido?

Beijos
Anna