Categoria: Cultura Pop

Sejamos Todos Feministas!

Sejamos-todos-feministas-Chimamanda-Ngozi-Adichie-livro-texto-TED-Companhia-das-Letras-lillys-trends-Anna-Rutkoski-3

Não tenho como começar essa resenha sem definir esse livro em apenas uma palavra: incrível. Parando para pensar e raciocinando cada palavra, costurando todas as pontas é possível ter uma ideia até pretenciosa com um mundo sem diferenças de gêneros.

Parece assunto do passado, né? Sua professora de história contando que as mulheres ficavam em casa e “serviam apenas” para cuidar do lar e para procriar. Mulheres não trabalham e não geram renda. Mulheres não devem ser valorizadas como homens. Tão antigo, mas tão novo. Tão real e tão perto da gente. Uma realidade escrita nos livros e vivida diariamente pela sociedade. Mas, Diego, as coisas estão mudando. Sim, estão. Num ritmo lento, cheio de pedras no caminho e com opiniões diversas.

Sejamos-todos-feministas-Chimamanda-Ngozi-Adichie-livro-texto-TED-Companhia-das-Letras-lillys-trends-Anna-Rutkoski-1

 

“Perdemos muito tempo ensinando as meninas a se preocupar com o que os meninos pensam delas.”

 

Ler “Sejamos Todos Feministas“, de Chimamanda Ngozi Adichie, faz a cabeça explodir. Uma pane no sistema! Pra começo de conversa esse texto foi integralmente extraído da palestra TED que a autora concedeu e falou sobre feminismo. Esse foi meu primeiro contato com Chimamanda e com o tema nos livros. Confesso que quero ler todas as obras dela hoje mesmo.

 

“Feminista: uma pessoa que acredita na igualdade social, política e econômica entre os sexos.”

 

Na quote acima temos a definição encontrada no dicionário de Chimamanda quando ela é chamada pela primeira vez de feminista. E sim, ela percebeu que era feminista. O mais interessante disso tudo é a explicação doce e delicada de Adichie. Ela usa como exemplo durante a narrativa seus amigos e familiares, e claro, sua própria história. Suas lutas e desafios diários por um mundo igual.

Sejamos-todos-feministas-Chimamanda-Ngozi-Adichie-livro-texto-TED-Companhia-das-Letras-lillys-trends-Anna-Rutkoski-2

Chimamanda dá uma aula sobre igualdade entre os sexos. Homens ainda ganham salários mais altos que as mulheres na mesma função. E eu me pergunto como isso ainda pode existir? Assim como ela diz, no mundo não são os mais fortes que vencem, mas sim os mais inteligentes, criativos e inovadores, ou seja, não há motivos para desigualdade. Mas ainda existe. E existe de uma forma tão chata, podre e mesquinha.

Eu sou sim a favor do feminismo e das causas feministas. Não vou entrar aqui em detalhes. Sei o básico e por isso defendo. Algumas questões ainda não rasas na minha mente e preciso de mais tempo para entender. Tenho certeza que temos muito no que evoluir quando o assunto é gênero.

 

“Nós evoluímos. Mas nossas ideias de gênero ainda deixam a desejar.”

 

Deixo com vocês a palestra dessa SUPER MULHER no TED 😉

Um beijo, Diego 🙂

Deixe seu comentário