Categoria: Autoconhecimento

Você está realmente feliz ou somente muito confortável?

Olá pessoal. Meu nome é Renate Dietzold e estou aqui a convite da Anna (minha amiga de longa data!) para fazer parte dessa equipe competente e queridíssima formada pelo Lilly’s Trend’s. Minha formação (e minha paixão!) é Psicologia. E virei aqui quinzenalmente para conversarmos sobre assuntos diversos, mas que possam trazer reflexão e boas escolhas para a vida de vocês.


Acredito muito no caminho do autoconhecimento, que reforça nossa fé em si (sem conotação religiosa!) que consequentemente nos levam a tomar boas escolhas na vida. Partindo do princípio que não somos seres rotulados e pré-determinados, passamos a acreditar no poder das escolhas e no eterno movimento de transformação da vida. Existe uma frase que levarei comigo até os últimos dias de minha vida, “SOMOS SERES INACABADOS!”. E de fato somos! Ao longo dos dias, da semana, e da vida acumulamos experiências, sentimentos, relações e escolhas. Essas vivências irão se somar na nossa biblioteca emocional e a partir de todas essas experiências vamos nos reconstruindo e nos refazendo para novas escolhas e assim continuar nossa jornada.

Assumir a responsabilidade de suas escolhas diariamente é trazer maturidade e leveza à vida. Sair da zona de conforto é um ato de coragem, mas muito sábio. Diz um ditado: “ A zona de conforto é linda, mas não nasce nada ali dentro! ” Ficamos em uma redoma confortável de sentimentos, onde não existe o medo e nem a ansiedade. Mas deixa eu contar uma coisa para vocês: o medo e a angustia se bem dosados e bem entendidos são muito saudáveis para a evolução pessoal. Sentir uma pitada de angústia perante um novo projeto, uma viajem, uma reunião, uma prova é extremamente saudável. Ainda mais se está acompanhada da auto confiança e aceitação.

Bom, está aí outra palavra que é preciso carregar sempre na nossa biblioteca emocional: ACEITAÇÃO. Podemos dar o nosso melhor, podemos nos preparar como nunca e mesmo assim não “funcionar”. Aceitar o que o outro tem a oferecer limita nossas expectativas (irei falar sobre relacionamentos em breve! 🙂 e aceitar o que pode acontecer é acreditar que sempre existirão novas escolhas tão boas quanto aquelas que acreditávamos ser a melhor. E gente, momentos adversos por mais que algumas vezes sejam dolorosos, eles nos fortalecem. E nenhuma tristeza é tão profunda que não terá fim. Já dizia meu amado Chico Buarque “Você que inventou a tristeza, tenha a finesa de desinventar. ” Ou seja, está em nossas mãos a possibilidade de refazermos o caminho e ajeitarmos a direção das velas.

E depois de conversarmos sobre tudo isso pergunto à vocês: vocês estão realmente felizes ou somente muito confortáveis? Não, não existe a fórmula para felicidade, mesmo porque ela é tão subjetiva quanto seu DNA. Mas eu pergunto quantas vezes no dia, na semana ou no mês vocês andam sentindo aquele frio na barriga, aquela ansiedade gostosa, aquele medo que enriquece a alma? E para cada borboleta no estômago uma nova flor floresce em nossas vidas. Uma nova possibilidade se mostra. Sentir-se confortável está longe de ser a zona de conforto em si. Sentir-se confortável está muito mais ligado à autoconfiança e fé em si do que estar inerte às mudanças da vida. Pense nisso =)

Nos vemos daqui uns dias e espero que tenham gostado pessoal.

Beijos e muitas boas escolhas para todos vocês.

Deixe seu comentário

Comentários

  1. CAMILA comentou: em

    Que texto lindo! Minha comadre é foda! 😉
    Muitas borboletas no estômago e flores florescendo na vida, é oq eu desejo. Para mim e pra vocês. <3